Técnicas de controle de pragas 1

Técnicas de controle de pragas

As técnicas de controle de pragas têm 3 propósitos principais. Primeiro, eles cortam o número de pragas. Segundo, eles causam o mínimo de prejuízo à praga possível. Terceiro, eles cortam toda a população de pragas. A erradicação é a maneira mais drástica de controle de pragas e custa mais do que evitar o defeito. Bem que a cautela possa cortar o número de pragas, a erradicação destrói toda a população. Leia para comprar mais informações sobre isso cada um desses métodos. Listados abaixo estão os prós e contras de cada um.

Controle biológico

Existem inúmeros métodos para controle biológico de pragas. Alguns agentes se alimentam de imensas pragas diferentes, enquanto outras são mais seguros contra só um ou 2. Tendo como exemplo, o ácaro predatório Amblysieus swirskii pode se alimentar de tripes, moscas brancas e ácaros amplos, no tempo em que a persimilis de fitosiulus se alimenta apenas de ácaros de aranha. Outro tipo de agente de controle biológico é Bacillus thuringiensis subsp. Kurstaki, que pode controlar as lagartas.

Técnicas de controle de pragas 2

Métodos físicos

Se bem que os métodos químicos possam ser mais seguros, os métodos físicos normalmente são capazes de ser identicamente eficazes. O emprego de métodos naturais, como calor e umidade, poderá controlar a população de artrópodes de pragas. Ao minimizar o teor de umidade dos alimentos, os métodos físicos são capazes de destruí -los sem afetar a particularidade do produto. Outros métodos envolvem grãos armazenados secos ao sol ou drenando água estagnada. A radiação ionizante podes matar artrópodes de pragas sem deixar resíduos e é uma fantástico opção pra impedir um grande dificuldade de pragas.

Métodos químicos

Nos primeiros dias do controle de pragas, os agricultores usavam plantas venenosas como arsênico, nicotina, petróleo, piretrum e alcatrão de carvão para repelir insetos e roedores. Os métodos químicos para controle de pragas foram elaborados extraindo compostos tóxicos destas plantas e aplicando -as às colheitas ou pragas que estavam direcionando. Nos anos posteriores, esses venenos foram substituídos por cal, enxofre ou estricnina.

Arapucas

Dependendo do tipo de praga, as armadilhas conseguem ser uma ferramenta capaz no seu arsenal de controle de pragas. A maioria dos centros de jardinagem e viveiros de jardins carrega uma diversidade de arapucas pra imensas pragas. Essas arapucas conseguem ser usadas para supervisionar populações de pragas, pegar as pragas nas arapucas ou eliminar a densidade das populações locais de pragas. Eles também são capazes de ser comprados em lojas comerciais. Embora a captura sozinha nem sempre elimine o defeito das pragas, poderá ser uma solução econômica para outras situações.

Barreiras

Existem dois métodos principais pra controle de pragas – barreiras físicas e químicas. As barreiras físicas incluem uma barreira de substância pegajosa, escudo, bolsa ou gaiola e faixas de cobre. O que tem êxito melhor pro seu jardim ou quintal depende da praga em charada. Barreiras pegajosas funcionarão melhor em culturas alimentares, como alface e tomate, durante o tempo que as barreiras do escudo são as melhores de sempre pra plantas. Bandas de cobre repeliram lesmas e caracóis. As barreiras químicas são as mais eficazes no momento em que usadas em combinação com barreiras físicas. Se quiser saber mais informações a respeito deste cenário, recomendo a leitura em outro fantástica blog navegando pelo hiperlink a a frente: Peça completa da redaçăo.

Ótimas sugestões relacionadas aos focos desse postagem, você pode adorar de:

Clique aqui para mais informaçőes

clique neste link